12 de abr de 2015

CONCORRÊNCIA E COMPETITIVIDADE
Veja a avaliação que o consultor de marketing digital e professor da UFMG faz a respeito do processo competitivo e os erros conceituais das empresas ao analisarem suas performances. Ele expõe corretamente sobre as formas aplicáveis para evitar que os empreendedores percam mercado para players aparentemente mais fracos. Vale a pena assistir. (Fonte: http://fabiorobertoborges.com/)

14 de mar de 2015

A MARCA MAIS VALIOSA DO MUNDO

Apple segue, invicta, no primeiro lugar do ranking de marcas mais valiosas do mundo produzido pela consultoria Brand FinanceNa edição 2015, a "maçã" atingiu valor estimado de US$ 128,303 bilhões, com um crescimento vertiginoso de 23% nos últimos 12 meses. Ela é seguida, de longe, pela rival Samsung, avaliada em US$ 81,716 bilhões. Outro sucesso do setor tech é o Facebook, cujo valor mais que dobrou em um ano e fez a empresa saltar do 122º lugar para o 30º, com marca avaliada em US$ 24,180 bilhões. Os Estados Unidos são o país com mais marcas valiosas no Top50, 27 ao todo. A Alemanha aparece em segundo, com 6 marcas, seguida da China, com 5. Japão e Reino Unido possuem, cada um, 3 marcas no ranking. França tem duas, enquanto Espanha e Suíça têm apenas uma representante de cada.  (FONTE: BRAND FINANCE)

14 de fev de 2015


Y&R: MAIOR AGÊNCIA DE PROPAGANDA DO BRASIL.

Faturamento acima de 7,5 bilhões em 2014
A Young & Rubicam continua a liderar o ranking das maiores agências de publicidade brasileiras, segundo estudo do Ibope Media, divulgado este mês. A lista reporta o investimento publicitário dos anunciantes atendidos pelasempresas entre janeiro e dezembro de 2014. Invicta na liderança, a Y&R ultrapassou o faturamento de 7,5 bilhões no período. Entre seus clientes estão a American Express, Bradesco, Casas Bahia, Danone, Ponto Frio, TAM e a empresa de telefonia Vivo, que estreia uma nova campanha assinada pela agência esta quarta-feira (11) em rede nacional na TV aberta. O filme promocional da cobertura 4G traz a atriz Marina Ruy Barbosa em uma divertida história com o personagem Ruivo. Em seguida no ranking de maiores agências, segundo o Ibope, aparecem a Ogilvy e Mather Brasil, WMcCann, Borghi Lowe e Almap BBDO, todas com mais de R$ 3 bilhões investidos em mídia. Para elaborar a pesquisa, o Ibope Monitor avalia os investimentos dos clientes das agências em mídia, de acordo com os valores de tabela dos veículos, sem contar os descontos. Nove meios foram levados em consideração: TV, revista, jornal, rádio, outdoor, TV por assinatura, cinema, internet e mobiliário urbano. São incluídos também dados de merchandising. (FONTE: EXAME.COM)

1 de fev de 2015


McDonald's aceita selfies e abraços como pagamento



O McDonald's vai aceitar uma nova forma de pagamento em seus restaurantes nos Estados Unidos.A partir desta segunda-feira (02/01/2015), a rede de fast food vai selecionar um determinado horário em que os clientes poderão pagar as refeições expressando o amor – que faz parte do slogan "Amo muito tudo isso". E essa expressão vai desde selfies e abraços a até uma declaração para mãe. "Temos um monte de formas divertidas para expressar o nosso amor", contou um representante da marca ao site da rede de televisão ABC News.O McDonald's, inclusive, programou a veiculação de um comercial no Super Bowl (02/02/2015), avisando que a promoção só vai durar até o dia 14 de fevereiro. Este é o primeiro comercial da rede de fast food no Super Bowl após oito anos.

8 de nov de 2014

COMO ECONOMIZAR ENERGIA: APLICATIVO GRATUITO

O Instituto Akatu e a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) lançaram o aplicativo Nossa Energia, com o objetivo de incentivar o brasileiro a poupar energia.Desenvolvido somente para a plataforma Android, o app tem download gratuito no Google Play.A ferramenta ajuda as pessoas a refletir sobre o consumo de energia dentro de casa.Para isso, oferece uma calculadora que identifica o gasto de eletricidade dos diferentes aparelhos e eletrodomésticos na residência.Nossa Energia conta ainda com jogos interativos, como o Apagão, e dicas de como fazer a utilização mais inteligente da energia.Se uma pessoa reduzir um minuto de banho durante um ano, por exemplo, isso representará uma economia de 15 dias da Usina de Itaipu."Além de informar e sensibilizar para o uso eficiente deste recurso, o aplicativo revela como hábitos do consumo de um produto ou serviço podem ter impactos sobre várias dimensões da nossa vida", afirma Helio Mattar, diretor presidente do Instituto Akatu."Consumo consciente é também entender essas relações e agir para causar menos impactos negativos sobre a sociedade, a economia e o meio ambiente".O lançamento do aplicativo faz parte do programa de educação financeira da Febraban, o portal MeuBolsoemDia.com.br.

2 de nov de 2014

NETFLIX USA GIFS EM OUTDOOR

Para lançar a Netflix na França, a Ogilvy de Paris resolveu colocar GIFs dentro dos outdoors da marca. Numa iniciativa digital, a agência conseguiu contextualizar as imagens no cotidiano das pessoas ao redor do painel. A campanha foi ao ar em setembro. Se a pessoa estava parada num ponto de ônibus durante a chuva, por exemplo, um GIF com o personagem de Leônidas, do filme "300", sendo atingido por pingos era mostrado no painel. Se a pessoa estava num shopping aproveitando uma liquidação concorrida, a imagem de zumbis de "The Walking Dead" se esbarrando era exibida. A produção é da Delapost Paris.

23 de out de 2014

MENSAGENS DE TEXTO CONTRA O EBOLA


Na Liberia, trabalhadores humanitários testam uma nova ferramenta para conter o pior surto de ebola do mundo: a mensagem de texto. Usando uma tecnologia que pode abranger telefones celulares em uma área específica, trabalhadores do Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, enviaram textos para um grupo de jovens em Monróvia contando a eles como realizar o cadastro para recebimento de alertas relacionados ao ebola. Os jovens responderam com perguntas, por exemplo, sobre como eles poderiam evitar o contágio. O vai e vem é parte de uma medida emergencial para uso de tecnologias para ajudar a combater o vírus. Os trabalhadores humanitários dizem que embora a tecnologia seja promissora, a limitada conectividade de internet e de dados nas áreas rurais da África Ocidental se tornou um obstáculo significativo. “O sistema está, francamente, se derrubando”, disse Lauren Woodman, CEO da NetHope Inc., uma organização sem fins lucrativos que está coordenando o uso da tecnologia por grupos humanitários na região. “Nossas organizações-membros nos dizem que chegam a conseguir apenas um telefonema em horas de tentativas. As mensagens de textos são entregues dois ou três dias mais tarde. Os pagamentos móveis para trabalhadores de saúde estão, algumas vezes, levando uma semana para serem processados”. As agências do governo, organizações internacionais e entidades sem fins lucrativos estão expandindo o uso de tecnologias para ajudar a parar uma epidemia que infectou quase 10.000 pessoas, matando em torno de metade.Os trabalhadores de saúde estão usando telefones com Android, da Google, para monitorar as vítimas, um software para acompanhar o Twitter e outras redes sociais em busca de surtos e sistemas baseados em satélites para conectar hospitais rurais improvisados à internet.